Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[CRÍTICA] Perdido em Marte

quinta-feira, junho 23, 2016

/ by Vitor Lima
Titulo:Perdido em Marte
Roteiro: Drew Goddard
Direção: Ridley Scott
Gênero: Ficção científica
Ano: 2015
Distribuição: FOX
NOTA: 5/5

Sinopse: Durante uma missão a Marte, o astronauta Mark Watney (Matt Damon) está presumidamente morto depois de ter sido apanhado numa tempestade, onde é deixado para trás enquanto o resto da equipe planejam evacuar o planeta e regressar à Terra. Watney encontra-se assim sozinho e abandonado, com algumas provisões e a sua sagacidade, destreza e espírito para sobreviver e encontrar uma maneira de enviar um sinal para casa, sabendo que mesmo que saibam que ele está vivo, é muito vaga a hipótese de um salvamento.



REPRODUÇÃO

Medo e tensão, resume todo o contexto exposto pelo diretor Ridley Scott na obra de Drew Goddard.

Para inicio desta crítica eu gostaria de deixar claro que por momento algum eu achei que eu fosse ver este filme até o final. Perdido em Marte é um daqueles filmes que pessoas que assim como eu sofrem de acrofobia não devem assistir, até mesmo por que o roteiro em si e a ideia central giram no espaço.

É normal você se perder da sua família em um passeio no shopping, ou do seu namorado em uma balada e precisar da ajuda de algum amigo para localiza-lo, mas... E quando não existem estas opções? Sem ninguém para ajudar e nem saber como voltar para casa?

Mark Whatney é um astronauta que parte em uma missão em Marte juntamente com uma equipe de cinco pessoas enviados pela NASA. Os cinco tripulantes da missão passam por uma terrível tempestade em Marte e as previsões dizem que eles não podem enfrenta-la, então a única saída e abandonar o planeta, só que algo dá errado - Mark se perde dos demais membros e é deixado para trás após algumas tentativas de seus amigos tentarem localiza-lo.

Após o abandono Mark precisa encontrar uma forma de sobreviver em um planeta hostil com pouca probabilidade de sobrevivência já que tudo o que possui é limitado - comida, água, oxigênio -. 

REPRODUÇÃO

Marte está à pouco mais de oitenta milhões de quilômetros da terra (estimativa) e seus colegas precisam encontrar uma forma de resgata-lo o mais rápido possível. A tensão que gira dentro dos escritórios da NASA e dentro da nave em que se encontram os amigos de Mark é tanta que o espectador fica aflito juntamente com as personagens, cada emoção é transmitida de uma forma inexplicável e tudo o que você pode fazer e cruzar os dedos e torcer para tudo dar certo.

TRAGAM-NO PARA CASA 

REPRODUÇÃO

O filme superou todas as minhas expectativas, eu fiquei tenso do início ao fim e chorei em quase todo o filme (sou extremamente emotivo, eu sei). Além do filme ser espetacular ele conseguiu uma média de 8.1 na avaliação do IMDB.

Apesar de Marte ser um planeta sem vida, mas comprovadamente com existência de água, todos os indícios e fotos, pesquisas realizadas apontam Marte como sendo um planeta morto em todos os aspectos, mas não no filme. Ridley consegue mostrar Marte como um planeta maravilhoso de terras vermelhas com grandes planaltos e formações rochosas deslumbrantes. 

Indicado para todos e todas as pessoas amantes de uma "tensaozinha" e que amam sentir uma lágrima escorrendo pelos olhos. 

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google