Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[RESENHA] PSICOSE - ROBERT BLOCH

quinta-feira, junho 16, 2016

/ by Vitor Lima
REPRODUÇÃO

Titulo: Psicose
Autor: Robert Bloch
Editora: Darkside
Páginas: 237
ISBN: 9788566636154
Onde comprar: Submarino


Confesso que eu sempre fui um leitor extremamente curioso em relação a livros, capas e lançamentos das editoras por que eu amo devorar tudo. Quando tive a oportunidade de adquirir Psicose foi amor a primeira vista pela capa, pela descrição, pelas páginas e por todo o trabalho da linha editorial da editora Darkside.

Norman Bates é um homem cuja vida esteve sempre ligada ao leito maternal e aos trabalhos que fizera com sua mãe, Norman e sua mãe dirigem um motel ao oeste de uma rodovia que acabou de ser construída e por consequência acabou com todos os hóspedes do negócio da família.

Robert Bloch consegue com a maior facilidade do mundo envolver o leitor com todos os detalhes sem tornar o livro maçante ou enjoativo, tendo um contexto altamente atraente. Psicose não poderia ter tido nome melhor, já que o personagem principal é um ser psicótico.

A rotina do motel é extremamente calma e sem muito movimento, até que em um dia chuvoso à altas horas da madrugada surge uma hóspede que desperta sentimentos em Norman já que o mesmo sempre morou com a mãe e nunca havia se relacionado com mulher alguma.



Marion trabalhava em uma empresa imobiliária e acabara de dar um golpe na empresa de mais de quarenta mil dólares e por isso estava dirigindo à altas horas da noite, estava fugindo com o dinheiro. Marion estava individada e não podia sanar todas as suas contas e sonhava muito em se casar com seu namorado Sam, só que nenhum dos dois possuía grana para a realização e concretização do sonho, dai surgiu a ideia do golpe.

No meio de toda chuva Marion consegue enxergar uma placa apagada e um escritório, chegando ao motel do Sr. Bates. Cansada e com medo da chuva à mesma decide se hospedar no motel e pernoitar para pegar a estrada no dia seguinte, o que ela não esperava era o que estaria por vir.

Após alguns dias sem comparecer ao destino final, Marion é procurada por seu namorado Sam e por sua irmã Lily. Obviamente nenhum dos dois conseguem encontrar Marion e por este mesmo motivo contratam um detetive para solucionar o caso e trazê-la de volta, mas a resposta não seria nada agradável.



"Psicose" ficou extremamente conhecido após ter sido adaptado para o cinema pelo roteirista Hitchcock. O filme é considerado um clássico do horror e tem inspirado todas as gerações que o tem aberto para se aventurar em suas paginas criando um circulo sem fim de fãs e não possuindo NENHUMA avaliação negativa em relação ao contexto do livro.

Norma condenava o filho por suas leituras e achava que ele não lia nada de proveitoso que era tudo depravado, lixo e sem importância alguma. A princípio você pode tirar conclusões de que talvez o fato dele ter vivido a vida toda com a mãe tenha criado uma relação de dependência que o impede de se afastar. 

O livro lembra bastante o contexto explícito em uma outra obra: Precisamos falar sobre o Kevin. Norman não tem nada à reclamar da sua vida, mas alguma coisa dentro dele não está satisfeita com as escolhas que ele tem feito e nem com o que ele tem feito com a própria vida.

O livro é rico em explicações, o que o faz ser único. Bloch se preocupou em entregar um material rico em descrições que não deixam sombra de dúvidas e nem perguntas no ar sobre o ambiente em que acontece a história, as condições climáticas e nem sobre o estado de espírito do personagem principal.

O livro é um retrato de transtornos psicológicos que podem - e devem - ser estudados a fundo. O contexto é rico em todos os sentidos possíveis e você consegue desfrutar ao máximo da leitura. Todos os outros personagens que aparecem no livro são apenas um complemento, a história toda gira em torno apenas do protagonista principal e seus transtornos psicológicos: Norman Bates.


Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google