• NOVIDADES

    sábado, janeiro 21, 2017

    O fantástico mundo dos parceiros literários


    Hoje eu conversei com amigo meu - Escritor e parceiro do blog. De acordo com este amigo meu, suas obras estavam sendo banalizadas por alguns blogueiros que buscaram a parceria, e acredite, não foi a primeira vez que ouvi isso. Desde que decidi usar a escrita para beneficiar autores e editoras, eu tenho escutado toneladas de reclamações de autores para com blogueiros, booktubers, instagrammers e etc. A pior parte nem é ouvir, é saber que um dia você se englobou naquele amontoado de pessoas que estão recebendo as críticas pelas costas. 

    Então, este é mais um desabafo que escrevo para que todo blogueiro possa ter acesso um dia, ou simplesmente tomar nota e conhecimento acerca deste.

    Quando comecei minhas parcerias literárias tive alguns feedbacks muito positivos, e quando a primeira parceria apareceu, foi tipo, MEU DEUS NÃO ACREDITO. Sim. A gente se surpreende quando vemos que nosso trabalho agradou alguém, afinal, não existe trabalho mau executado, apenas feedback. Sempre que eu via que os livros que eu queria ler estavam se acumulando e que eu era obrigado a dar prioridade aos parceiros (editoras e autores) eu ficava chateado ao extremo, sempre pensava que o blog deveria ser algo que eu gostasse de fazer, mas com o tempo fui me sentindo preso.

    Já faz um tempo que eu abri os olhos e comecei a perceber que o blog me dá uma visibilidade surreal com relação ao mundo de fora, nosso alcance é maravilhoso, e eu posso escrever e dizer coisas para as pessoas, por que chegará até elas, este foi o nome que conquistei na blogosfera. Então, comecei a pensar: Por que eu faço isso? Por que decidi trabalhar com livros? A resposta foi a mais chula e óbvia que alguém possa pensar: Ganhar livros grátis sem gastar nenhum tostão. Isso mesmo, apenas isso. Este era o plano inicial, porém, comecei a me sentir mau, muito mau mesmo com o que eu estava fazendo, e decidi trabalhar para aqueles autores e editoras que confiaram em mim, que decidiram me dar suas obras mais preciosas de forma gratuita, e partir daquele momento, eu assinei um tratado e um contrato no meu coração: Eu vou me dedicar inteiramente a todo livro que eu ler, resenhar e dar todos os feedbacks possíveis. E se eu não agradar? É como dito anteriormente, não existe trabalho mau executado, apenas feedbacks. Porém, temos que ter a consciência de que livros custam dinheiro e tempo do autor, e devem ser valorizados - Se você não possui o intuito de resenha-lo, por favor, não solicite, não entre em contato, não faça o autor perder tempo.

    E é lastimável ver que demorei tanto tempo para abrir os olhos, e agora, me vejo na obrigação de abrir os olhos alheios, ou de apenas alerta-los para o que estão fazendo. Resenhar um livro é outra coisa, agora recebê-lo gratuitamente na sua casa e postar apenas o release do livro no blog com o título "resenha do livro tal" é uma completa falta de respeito para com o autor, e adivinha? São muitos os blogs que o fazem.

    A honestidade nas resenhas tem sido escassa. Blogueiros que são formadores de opiniões tem calado suas vozes e deixado suas opiniões de lado com receio do que o autor irá pensar, e acabam por vezes, escrevendo uma resenha mecânica, ou pior, uma resenha baseada em outra resenha de um blog qualquer.

    VOCÊ BLOGUEIRO, fará um juramento juntamente comigo. Iremos assinar esse tratado na data de hoje, a onde eu e você iremos nos comprometer seriamente em todas as nossas parcerias, sem banalizar o trabalho que foi preciso para realização daquele livro. Iremos solicitar apenas os que se encaixarem no perfil do blog, do leitor e principalmente aqueles que estivermos com vontade e real intento de resenha-los.

    Por favor, vamos respeitar os autores e as editoras, eles confiam em nós. Vamos dar tudo de nós para continuar vendo o mundo fantástico dos livros se expandir e alcançar cada vez mais pessoas. 

    Vamos fazer nossas parcerias serem muito mais que uma troca de favores, vamos trabalhar juntos. Blogueiros, editoras e escritores, vamos fazer nosso feedback valer a pena.

    Enfim, não tinha mais nada para falar. Espero que o texto sirva para alguém, ou ajude. 

    Nenhum comentário: