• NOVIDADES

    segunda-feira, fevereiro 06, 2017

    [ENTREVISTA] Gisele Motta, autora da série "A Herança de Sarah Brucksfield"

    Gisele Motta | Acervo Pessoal | Reprodução
    A nossa convidada de hoje possui uma escrita impecável, porém, ainda não foi publicada. Gisele Motta é autora e mãe. Nascida em Belo Horizonte, estuda pós graduação em Educação para Cultura e Lazer e  Balé Clássico. E há quinze anos iniciou suas primeiras escritas fantásticas. E é com ela que iremos bater um papo hoje e descobrir mais sobre seus planos para o futuro, publicação, sonhos, desejos e claro, dicas de escrita para quem quer iniciar seu primeiro livro.

    1.Como nasceu o seu relacionamento com a escrita? 

    Sempre fui uma criança falante, criativa, mas ao mesmo tempo me via dentro de um mundo onde muitos dos meus amigos não pertenciam, ou quem sabe, como costumo dizer hoje... não conseguiam enxergar... sentir. O universo lúdico sempre foi muito presente na minha vida. Perdi minha mãe quando tinha apenas 6 anos e muitas vezes me via sozinha, e assim vieram os livros... melhores amigos, companheiros. E todos aqueles lugares mágicos, de fantasia e histórias descritas ali, me pareceram perfeitos e seguros para alguém como eu. Consequentemente, a vontade de criar meu próprio mundo apareceu, meus próprios amigos e histórias. E isso foi se tornando muito mais do que simples palavras colocadas no papel... trouxe liberdade e ao mesmo tempo... refúgio.  

    Gisele Motta | Acervo Pessoal
    2. Qual foi o primeiro livro que você escreveu? E como surgiu a ideia de escrever um livro?

     A ideia veio de um quadro na casa de minha avó. O casarão rodeado por uma floresta e o lago cortando a paisagem outonal... poético. Quando olhava para ele, ficava imaginando como seria aquela casa por dentro, quem moraria ali? Então os personagens surgiram em minha cabeça, um a um foram ganhando vida. Foi assim que há 15 anos coloquei as primeiras ideias no papel, ainda à lápis mesmo, numa agenda velha (Que tenho até hoje!). Desde então com as experiências, o amadurecimento e o tempo, tudo aquilo foi tomando forma e hoje tenho um universo... err... bom... um pouquinho extenso (mas só um pouquinho hahaha) mas o nome nunca mudou. “A herança de Sarah Brucksfield’’ é o nome de uma série com 4 volumes.  

    3. Quais suas principais inspirações literárias?

     J.K Rowling abriu as portas para meu mergulho profundo na literatura. Ela sem dúvida é minha maior inspiração. Como mulher, escritora e pessoa. (Aliás, temos histórias de vida MUITO parecidas). Com os anos outros autores vieram e hoje tenho como maiores inspirações: Neil Gaiman, C.S Lewis, Tolkien, Lewis Carroll... mas não somente a fantasia faz parte do meu mundo. Stephen Hawking é uma prova disso. Adoro e me baseio muito em suas teorias. 

    4. O que você considera mais difícil durante a escrita de uma história? 

    Certamente os períodos de branco. Aqueles momentos que você pode ficar sentado horas na frente do notebook e não consegue escrever uma frase sequer.

    5. Quais seus livros? E qual deles você mais gostou de escrever?

     Bom, como disse antes a série terá 4 volumes e se chama “A herança de Sarah Brucksfield’’. Os dois primeiros já estão prontos. São eles: “As Chaves do Tempo” e “A Pedra da Galazia”, respectivamente. Fora os livros da série, também escrevi mais um chamado “Retalhos’’, onde uso o ponto de vista de outros personagens e escrevo cenas que não aparecem na trama original, já que a narrativa é em primeira pessoa, sempre com a visão da protagonista. Agora todos aqueles retalhos que antes ficavam apenas em minha cabeça, os leitores também podem apreciar. 

    6. Qual de seus personagens você mais gosta? 

    Sou uma eterna suspeita para falar dos meus filhos (mãe coruja assumida)! Mas vamos lá. Vou falar de um personagem em especial que inclusive foi um dos primeiros a nascer e aquele que desperta maior afeição nos leitores. Lenny Lee Greiff. 

    O capitão do time de futebol, cobiçado pelas garotas, aquele que já dirige, que tem gingado ao andar, que deixa a barba por fazer, faz piadas irônicas e tem um sutil deboche no rosto. Chega até a fazer parte do charme de Lenny quando usa sarcasmo em alguma frase. E por dentro, onde muitos não conseguem notar - talvez apenas Melanie Collins que sempre foi apaixonada por ele - existe o cara que deseja ser diferente do pai, o Presidente do Conselho e ‘’dono’’ da cidade, Falco Salomon Greiff. 

    Lee, como é chamado por seus amigos, apenas quer ser livre para fazer suas escolhas, estudar astronomia e cuidar para que sua mãe e sua irmã sejam felizes. No entanto, o mundo sobrenatural reserva um caminho para Lenny ao lado dos magos. Em breve ele descobrirá sua verdadeira natureza. E sua proximidade com Sarah será colocada à prova, porque tudo que eles sentem vai além de apenas um encontro ou uma dança. 

    “ - Nebulosas são regiões no espaço onde são formadas as estrelas – ele riu da minha expressão ainda confusa – Certo Sarah... imagine uma nuvem de poeira, agora imagine essa nuvem com milhares de cores, como um espectro. E estrelas por todos os lados – ele falava e parecia por alguns segundos fora dali (...) - Deve ser mesmo lindo poder observar algo assim... – sussurrei. - Sim... uma sensação de que é possível fazer qualquer coisa. Infinito, liberdade. Quando observo o céu é isso que eu sinto e também quando... – Lee parou de falar e me entregou a luneta, nossos olhares se cruzaram por alguns segundos’’

    Gisele Motta | Reprodução
    7. Como você sente quando recebe um comentário positivo acerca de sua obra? 

    Me sinto lisonjeada. É muito especial poder tocar as pessoas de alguma forma. 

    8. Pretende escrever novos livros? Tem algum projeto em mente chegando? 

    Pretendo terminar a série, por enquanto estou focada nesse projeto. 

    9. Qual gênero literário você mais se identifica?

     Ficção, certamente.

     10. O que você diria para as pessoas que estão conhecendo tanto você, quanto a sua escrita agora? 

    Que sou uma eterna sonhadora! E que todos eles serão muito bem vindos à Portinscale ! :) 

    11. O que as pessoas devem esperar da sua escrita? 

    Olha... é um tempero e tanto viu hahahaaha elas podem esperar suspense, aquele toque sobrenatural, uma boa pitada de mistério... e muuuuuito romance!!! 

    12. Qual passagem do seu livro te marcou mais? Existe um trecho que você goste mais que os outros? 

    É difícil escolher um só, então vou citar um mais recente. Este trecho está no segundo livro da série. 

    “Eu só desejava que as coisas deslizassem naturalmente pelo tempo, assim como o vento faz pelas ruas, levando as folhas de outono embora, sem que as árvores sintam falta do que não é mais necessário” (Sarah Brucksfield)

     13. Como foi a recepção do público com relação ao seu primeiro livro?

     Depois de todo esse tempo, ainda é meio surreal a reação das pessoas com os livros. Fico boba, imaginando como consegui escrever algo assim. É muito bom! 

    14. O que te inspira a continuar escrevendo?

     Escrever é poder viver várias vidas em uma só. Poder tocar o que a realidade não te proporciona... é viver um sonho, é criar seu próprio mundo. Escrever faz parte de mim, parte de quem eu sou e não imagino minha vida sem isso. A inspiração é diária... vem de dentro.  

    15. O que você diria para alguém que está iniciando a escrita do seu primeiro livro?

    NUNCA DESISTA!!! Acreditar no sonho é o primeiro passo para ter forças e lutar por ele.

     16. O que você tem a dizer para os leitores do catraca seletiva? 

    Que foi um imenso prazer responder a essa entrevista, assim como será também um prazer dividir meu mundo (não tão mais particular) com vocês <3 font="">

     17. Onde podemos encontrar seus livros para compra? Qual você indica que nossos leitores conheçam primeiro?

     Ainda não publiquei. Apesar de já ter sido aceita por três editoras, o investimento inicial é alto. Em breve pretendo investir em um site, aí farei a divulgação. Oh... mas quem quiser perguntar pelo livro quando estiver passeando por alguma livraria, aí quem sabe chega nos ouvidos das editoras né?! Custa nada gente! hahahahaah Por enquanto posto alguns trechos no meu Instagram, podem seguir que fico muito feliz! @gihsb_mel

    É chegado ao fim da nossa entrevista. Muito obrigado pela oportunidade e pela paciência. Sucesso! Cordialmente

    Nenhum comentário: