• NOVIDADES

    quarta-feira, março 01, 2017

    [ENTREVISTA] Alex Godoi — Autor de "Os lendários heróis de Green Wood"

    Acervo Pessoal | Divulgação
    Alex Godoi é o nosso mais novo autor do pedaço. Alex revela detalhes sobre sua obra intitulada "Os lendários heróis de Green Wood" e nos dá detalhes sobre futuros lançamentos, e claro, nos conta os segredinhos básicos para uma boa escrita, e é com ele com quem teremos hoje dois dedos de prosa.

    1. Como nasceu o seu relacionamento com a escrita?

    Meu relacionamento com a escrita nasceu na década de noventa, mais ou menos na mesma época que lançou o filme do Batman aqui no Brasil, foi uma loucura. Na escola uma das coisas que mais gostava de fazer, era elaborar redações dissertativas quais os temas eram abertos, onde podíamos explorar nossa imaginação. Os anos se passaram e com eles tive experiências com jogos de rpg de mesa, filmes, livros e principalmente hqs.  A experiência com tantas histórias me fez tomar gosto pela literatura de fantasia, além perceber que era possível criar as minhas de forma a deixar no mundo minha marca.

    2. Qual foi o primeiro livro que você escreveu? E como surgiu a ideia de escrever um livro?

    Escrevi vários textos, mas publicado, o livro Os lendários heróis de Green Wood foi o primeiro. 

    Sempre fui inspirado para criar histórias, algumas vezes pelos meus professores, outras vezes através dos meus amigos e outras pelos jogos de RPG que joguei por anos. 

    Acredito que Os lendários heróis de Green Wood é o resultado das experiências que tive no decorrer da minha vida. Um dos principais objetivos desta obra é proporcionar ao leitor uma história intensa, onde valores como a amizade e a fidelidade serão colocados à prova diante das situações vividas pelas personagens.

    Entretanto, quem me fez decidir definitivamente pela publicação da história, foi minha querida esposa Gisele F.C. Godoi, também escritora e poetisa. Junto com seu apoio, tive mais três feedbacks positivos de amigas que leram o meu manuscrito.
    Em 2016 lancei o primeiro volume da trilogia na Bienal e na Comic Com/SP. 

    Alex Godoi | Acervo Pessoal | Divulgação
    3. Quais suas principais inspirações literárias?

    Gosto muito dos livros da J. K. Rowling, do J. R. R. Tolkien, do Clive Staples Lewis e da bíblia, que se olhada literariamente apresenta muitas histórias de guerra e superação.
    Eles me ensinaram que devemos escrever com paixão e deixar nossa imaginação transbordar. As obras escritas por eles nos mostra que não existe limite para a imaginação. A J.K. Rowling com a sua obra do Harry Potter. Tolkien com sua obra O Senhor dos Anéis e finalmente Clive com as crônicas de Narnia. Obras fantásticas! 

    4. O que você considera mais difícil durante a  escrita de uma história?

    Passar para o papel exatamente o que você tem na mente. Quando inicio uma história, eu a vejo como se fosse um filme e muitas vezes, acaba faltando termos para colocar no papel exatamente o que está acontecendo na cena. Isso acaba travando a história, mas depois de um tempo, pesquisando e conversando com escritores mais experientes, você destrava e no final dá tudo certo.
    A revisão 
    também é uma parte terrível, pois saímos do papel de autor para tornar um crítico de sua própria obra. Mas ela é necessária para que a história não tenha nenhum furo ou deslize.  

    5. Quando decidiu se tornar escritor?

    Foi algo natural, simplesmente aconteceu. Resolvi expor ao mundo um pouco do que tenho de melhor, oferecendo as pessoas através da escrita. Tenho um longo caminho a percorrer, a apreender, a melhorar, por isso quando escrevo, faço pensando nos leitores e aguardo seus feedbacks para poder me avaliar. 

    Alex Godoi | Acervo Pessoal | Divulgação
    6. Qual de seus personagens você mais gosta?

    Depende da história, mas do livro Os lendários heróis de Green Wood, o que mais gosto é do personagem Fênix. Todos são legais, principalmente o clérigo do grupo, mas, tanto Fênix quanto outros personagens, surpreenderão a todos até o desfecho desta trilogia.

    7. Como você sente quando recebe um comentário positivo acerca de sua obra?

    Sinto uma explosão de sentimentos, uma sensação fantástica, tipo de dever cumprido e com um gás renovado para continuar escrevendo. Além de tudo isso é muito legal você conversar com os leitores sobre sua obra e ver que eles se conectaram com a história absorvendo o conteúdo que você propôs no trabalho. 

    8. Pretende escrever novos livros? Tem algum projeto em mente chegando?

    Sim, pretendo. O próximo livro que já estou elaborando é o segundo volume da trilogia, ele se chama Os lendários heróis de Green Wood – A ordem dos Dragões, lançamento previsto para a Comic Com de 2018. Depois dele irei trabalhar no último volume e enfim, dar início a um novo projeto.

    9. Qual gênero literário você mais se identifica?

    Identifico-me muito com o gênero fantasia. Ele abre um leque de possibilidades, permitindo o escritor a criar o que quiser, dentro do objetivo proposto de sua escrita.

    10. O que você diria para as pessoas que estão  conhecendo tanto você, quanto a sua escrita  agora?

    Que possam se divertir com minha história, rindo, chorando e se aventurando com os sete jovens de Green Wood. Acredito que cada leitor vai se identificar com algum personagem, torcendo para ele durante a história. Acredito que antes de fornecer algo bom para alguém é preciso experimentá-lo. Por isso, antes de ser autor, sou leitor.  

    Alex Godoi | Acervo Pessoal | Divulgação
    11. O que as pessoas devem esperar da sua escrita?

    Uma explosão de aventuras repletas de fantasias e emoções. Onde valores como a amizade e a fidelidade e a contraposição entre o bem e o mal, a razão e o coração, estarão inserido no contexto desta aventura com personagens cativantes.

    12. Qual passagem do seu livro te marcou mais? Existe um trecho que você goste mais que os outros?

    O trecho que mais me marcou foi o cumprimento da profecia de Nara no reino de Enthuria, avó do rei Muriel. Onde alguns pontos da trama, acabam se amarrando e dando um contexto mais sólido para aventura. Esse capítulo foi uma das partes que escrevi por último e me surpreendi com o resultado.

    13. Como foi a recepção do público com relação ao seu primeiro livro?

    Até o momento foram muito boas, mas a divulgação do trabalho é trabalhosa e leva tempo. Alguns leitores com mais idade, reclamaram dos nomes dos personagens, eles queriam que fossem nomes mais comuns, mas gostaram da história. Outros leitores, mais jovens, não veem a hora do segundo volume estar pronto, não fez noventa dias do lançamento do primeiro volume e eu já estava sendo cobrado. Isso é muito bom, pois nos impulsiona mais ainda a escrever. 

    14. O que te inspira a continuar escrevendo?

    Um conjunto de coisas, enquanto meu coração me impulsionar, estarei navegando pelo mar da imaginação, levando ao leitor a novas e fantásticas aventuras.

    15. O que você diria para alguém que está iniciando a escrita do seu primeiro livro?

    Tudo é possível para quem sonha, basta acreditar, perseverar e trabalhar com muita seriedade. No tempo certo, ele se realizará e bons frutos darão.
    Não é fácil se autor independente no Brasil, mas vale muito a pena.  

    16.Na sua opinião: Qual o pior erro que um  autor pode cometer durante a escrita do seu primeiro  livro?

    Escrever é uma arte e devemos fazê-lo com muita responsabilidade.  Antes de escrever é preciso estudar todas as etapas do processo. Saber qual o gênero que quer trabalhar e qual o público a ser atingido. Acredito que esse seja o pior erro de um autor iniciante, se aventurar em algo que não sabe o que é, ou para onde quer ir. 

    Alex Godoi | Acervo Pessoal | Divulgação
    17. Onde podemos encontrar seus livros para compra? Qual você indica que nossos leitores conheçam primeiro?

    Meu livro está disponível através dos seguintes sites:


    A partir de maio, a segunda edição do primeiro volume estará disponível para venda no site do AMAZON. 
    Aqueles que desejarem conhecer um pouco mais da obra, as primeiras páginas estão disponíveis online no meu blog: http://portalgreenwood.blogspot.com.br/

    18: Qual a sua opinião sobre a literatura nacional nos dias de hoje? Acha que é bem divulgada pelos blogs literários e editoras?

    De um tempo para cá, o número de autores nacionais vem aumentando e isso é muito bom. Tenho acompanhado outros trabalhos do mesmo gênero e tenho me surpreendido com tanta coisa boa. O livro O último dos guardiões do autor carioca João Paulo Silveira é uma dica que quero deixar aqui para vocês.
    Referente à divulgação das obras, acredito que pelo fato das editoras terem vários títulos para publicar, elas acabam falhando na divulgação dos livros. O que é diferente dos blogs literários, os quais estão a todo vapor divulgando livros e soltando resenhas legais e interessantes para os leitores. 

    19. Se você pudesse dar um conselho para os seus amigos escritores por meio desta publicação, o que você diria a eles?

    Diria que precisamos unir forças, prestigiando mais o trabalho do outro, adquirindo, divulgando e promovendo a obra. Juntos somos mais e o Brasil é imenso. 

    20. Obrigado pela oportunidade de conhecer um pouco mais seu trabalho. Sucessos.

    Eu que agradeço pela oportunidade e espero voltar em breve com mais novidades. Foi um prazer conversar com vocês, um forte abraço e até a próxima. Saudações Literárias.

    Nenhum comentário: