• NOVIDADES

    domingo, março 12, 2017

    [RESENHA] O Dom — James Patterson, Ned Rust

    Google Images | Resenha por Gabriel José

    O Dom é o segundo livro da saga Bruxos e Bruxas, criada por James Patterson e Ned Rust. Assim como no primeiro livro da saga, Patterson co-escreve o título. Após a estreia dos irmãos Whit e Wisty Allgood, as novas aventuras dos aprendizes à bruxos sofre uma grande evolução. Desta vez focando na jornada iniciada no livro anterior, com os personagens tentando descobrir mais sobre seu passado e tentando controlar seus ‘dons’.
    O livro continua seu desenvolvimento por meio de capítulos que são distribuídos por pontos de visões diferentes, ora focando em Whit, ora em Wisty. Esse não é o único chamativo do livro. Dividir a criação do livro retira os autores da zona de conforto, fazendo com que a história tenha uma linearidade surpreendente. O Único Que é o Único continua sendo um inimigo implacável, o que torna a história do livro bem sustentada. Com protagonistas interessantes, somos presentados com um vilão a altura.
    A sequência de Bruxos e Bruxas, preenche as lacunas e pistas deixadas no livro anterior. Alguns questionamentos sobre os irmãos começam a ser respondidos, uma vez que suas aliadas (Margô e Célia) não aparecem com tanto destaque no livro. Uma nova e interessante trama é melhor desenvolvida neste livro, os primeiras informações sobre o paradeiro de seus pais começa a ser revelado, bem como o passado dos jovens e de seus pais, que tentavam esconder os dois da repressão da Nova Ordem.
    Os excessos da Nova Ordem não devem ser ignorados. O sistema de governo criminoso apresentado no primeiro livro, demostra ser um dos mais terríveis em O Dom. O amadurecimento dos protagonistas fazem que com que a leitura flua ainda mais. Sem alguns melodramas adolescentes, o livro parece preocupar-se em corrigir alguns pontos falhos do primeiro, que passam quase imperceptíveis por leitores desatentos. Apesar de ser uma leitura interessante e apresentar um enredo original ao leitor, Bruxos e Bruxas continha alguns erros de continuidade, nada que comprometa a leitura e seu resultado final.
    Ainda que muitas informações sobre o distópico mundo criado pela Nova Ordem seja apresentada em excesso, a leitura da saga continua intrigante, despertando a curiosidade pelo que aguarda os irmãos Allgood. O ritmo imposto por Patterson e Rust ao longo do livro é certamente o diferencial, que nos faz ficar tão apegados aos personagens. A mesma dinâmica de descrever as situações com pontos de vistas diferentes ao longo do livro, resulta em uma leitura agradável.
    Sem quebrar o ritmo do primeiro livro, O Dom é uma continuação que todo fã de uma saga complexa como a criada por James Patterson, ainda que apresente alguns pequenos erros, o livro é uma obra que não deve ser ignorada pelos leitores, já que os autores preocupam-se em aproximar os personagens de nós leitores. E não tem coisa melhor do que utilizar este atributo.
    Nota: ✩✩✩✩


    Título: O Dom
    Editora: Novo Conceito
    Título Original: Witch and Wizard: The Gift
    Autores: James Patterson e Ned Rust
    Tradução: Ana Paula Corradini
    Ano de Publicação: 2013
    Capa: Brochura
    Valor: R$ 34,90
    Quantidade de Páginas: 288
    Saiba onde comprar, clicando aqui!

    Nenhum comentário: