• NOVIDADES

    sábado, março 25, 2017

    [RESENHA] Pirados — Camila Martins

    Barbara sabe que não é normal. Ela reconhece que sua possessividade a impede de muitas coisas. Apesar disso, ela conta com uma melhor amiga, Nanda, que desde a infância a acompanha e a ama como uma irmã. . O tempo passa e tudo parecia tranquilo, até ressurgir um certo alguém do passado: Eduardo que convive, desde que se entende por gente, com um transtorno obsessivo por organização. Ele gosta de ver tudo em seus devidos lugares e confere até os milímetros. Ele quer melhorar, quer ser menos problemático, mais inteiro e tem na bagagem uma vida solitária, apesar de nunca ter ficado só. Ela quer tudo pra si. Ele quer tudo em seu lugar. Eles tem pendências que vêm da época da escola. O destino os reúne em um elevador. O que podemos esperar desse reencontro?

    O livro “Pirados” da Camila Martins é sobre Bárbara, uma garota que mostra excesso de possessividade em relação à suas coisas desde pequena e, ate mesmo, em relação à Nanda, sua melhor amiga. As duas se conheceram ainda na infância, quando Nanda mudou para a casa ao lado e o plano de ambas era fazer essa mudança dar completamente errada, mas o destino tinha outros planos. Já adultas, Nanda está casada com Fabrício e Babi vive um pouco solitária desde então, mas, em um dia comum no elevador do seu prédio, encontra Eduardo, um rapaz que ela havia beijado anos atrás (e que também a havia decepcionado) que está olhando alguns apartamentos para morar. Já não gostando de ter que dividir seu prédio, ela diz que Edu terá que passar por alguns testes e, se passar por eles, poderá morar ali. Durante os testes, ambos vão se conhecendo melhor e uma atração entre eles começa a nascer, porém, tentam resistir devido ao seu passado. Será que eles conseguirão manter distância um do outro por conta de um erro de anos atrás? Pirados é uma comédia romântica incrível, que te prende do começo ao fim e garante boas risadas das situações hilárias vividas por Edu e Babi, que sofrem de doenças séries, mas que Camila trata com muito bom humor. A escrita é maravilhosa, pois a autora não se prende aos detalhes e sim aos pensamentos do personagens, então, podemos conferir de pertinho o que cada um está pensando já que é narrado pelos protagonistas e temos narrações extras para ficar por dentro de tudo. Quanto aos personagens: Babi é completamente maluca, possessiva e é impossível não amar sua personalidade. É engraçada e preza muito sua amizade com Nanda, o que achei realmente lindo, pois quantos livros lemos em que há uma amizade tão profunda e bela assim? Eu mesma li apenas esse com uma descrição tão incrível quanto esta. Uma coisa bem divertida nela também é o fato de querer estar sempre no controle da situação. O fato de se sentir atraída por Edu, já a faz sentir como se estivesse fora de controle e, apesar dela surtar um pouco com isso, gosta dos sentimentos que Edu lhe proporciona. Já Eduardo é descrito, basicamente, como um belo homem e no ponto de vista de Bárbara parece ser uma pessoa controlada, mas tem TOC e sofre com problemas com organização. Apesar de ser engraçada a maneira como ele fica quando vê algo fora do lugar, também é triste como ele fica quando surta. Em algumas das vezes ele machuca a si mesmo como uma maneira de voltar a si e foi bem tenso ver isso. Porém, ele contará muito com a ajuda de Babi para superar esse problema e ela será fundamental para seu equilíbrio mental, digamos assim. Agora vamos ao que mais gostei do livro: a relação de Eduardo e Bárbara. Incrivelmente intensa, bonita e engraçada. Essa é uma frase que define muito bem o relacionamento deles. Ambos sofrem, Bárbara por sua obssessividade e Edu por seu desejo excessivo em organização, mas ajudam-se da melhor maneira possível. É tocante, sensível e não tem como não se emocionar com os dois. Também temos Nanda que, de certeza maneira, ajuda Babi a manter a cabeça no lugar. Ela é uma personagem delicada, que sempre apoia a nossa protagonista em tudo, principalmente com o relacionamento com Edu. Ela é muito importante na vida da jovem, pois são bastante unidas e a conexão entre elas é perfeita. Amei ver uma amizade tão indestrutível em um livro, pois a maioria dos autores não foca nisso. Fabrício é outro personagem que amei. Apesar de Babi tentar deixa-lo muitas vezes de lado para ficar com Nanda só para si, ele respeita isso e até pensa em mudar-se com ela para um lugar onde as duas possam ficar mais próximas. Ele trabalha como psicólogo e talvez seja até por conta disso que seja tão compreensível, mas é um ótimo personagem também. Enfim, Pirados é um livro que você lerá rápido e desejará mais, apesar de ter quase 500 páginas, não tem como não pedir bis. Ao ler você se sentirá pirado junto com os personagens e aprenderá o quão importante são as amizades que fazemos ao longo da vida. "

    Nenhum comentário: