Ads Top

[ENTREVISTA] Flavia Rayanna, autora de "Diário de uma viajante"

Flavia Rayanna | Acervo Pessoal Divulgação

Flávia Rayana (24), nascida em criada em Salvador, Bahia. Formou-se em pedagogia, mas seu grande sonho de infância sempre foi ser escritora. Leitora assídua, sonha em poder compartilhar com o mundo suas obras. Acredita que a leitura abre portas para outros mundos, que ajuda diretamente na construção de um cidadão critico e a formação do cidadão como leitor deve se dá ainda na primeira infância. Trabalha como professora de uma escola particular, dando aula ao segundo ano do ensino fundamental. Atualmente escreve  livros Diário de uma Viajante e Garotas Mimadas na plataforma Wattpad.

1. Quando você percebeu que seu destino era se tornar um escritor?

Desde bem pequena, quando aprendi a escrever dizia que seria escritora. 
Sempre escrevi muito, mas tinha vergonha de mostrar meus textos, então esse sonho ficou adormecido por algum tempo. Ano passado que conheci o wattpad comecei a postar minhas histórias e criar novas. Tem sido uma aventura louca, que estou amando.

2. De onde vem os personagens? São frutos de muita imaginação ou são baseados em pessoas reais?

Todos os personagens são frutos da minha imaginação. 
Se penso emalguém especifico para escrever me sinto muito limitada.

3. Quais seus autores favoritos? Estes livros de alguma forma, influenciaram diretamente na sua escrita?

Eu amo Jane Austen e Nicholas Spakrs. Me identifico muito com o Nick. Acho que sou melhor escrevendo romances com certa dose de drama.

4. Já aconteceu de você conhecer alguém que leu seu conto, ou que estava lendo?

Não. Gostaria de poder conhecer.  Outra coisa legal que o Wattpad proporciona é a possibilidade de fazer amigos. Conheci virtualmente muitas pessoas legais e escritores incríveis. Existe uma interação maravilhosa, e isso me deixa muito feliz.

5. Você encontrou alguma dificuldader em escrever seu livro no wattpad? Muitas pessoas escrevem receosas de serem rejeitadas por alguma editora futuramente. Você já passou por isso?

É clichê dizer que escrevo por amor, mas é assim mesmo. Comecei na plataforma porque amo escrever. Claro que hoje ficaria muito feliz em encontrar uma editora que acredite em meu potencial, e fico apreensiva de mandar um material e não gostarem ou não me acharem boa suficiente para isso. Sempre que me sinto assim busco fazer com que esses sentimentos passem e foco no que realmente importa agora. Terminar o livro atual.

6.  Você costuma recorrer á opiniões de terceiros durante o processo de escrita? Se sim, por que?

Tenho duas amigas muito especiais nesse sentido para mim. 
Talita que é uma amiga de infância e minha maior incentivadora, então ela lê, fala o que acha e me cinto muito feliz em poder contar com essa ajuda.
Muitas criticas de terceiros não são tão construtivas assim. Vejo leitoras que já sentiram vontade de desistir, e até mesmo desistiram por conta de comentários negativos. Então se tenho pessoas em que confio e sei que tudo que será apontado, vai ser no intuito de me ajudar. Valorizo muito isso.

7.Você já possui algum conto finalizado? Quanto tempo demorou-o para finaliza-lo?

Tenho um livro finalizado, mas não gostaria que fosse o primeiro a tentar publicar. Levei dois anos para finalizar ele pois estava também tendo que me dedicar muito ao trabalho, estágio e tcc. Espero que os próximos sejam mais rápidos. 

8. Considerando o primeiro conto/história que você escreveu: Você tem planos de escrever outro na mesma linha de raciocínio (mesmo gênero)?

Tenho sim. Na verdade romance e drama são os generos que me sinto mais a vontade para escrever. Estou me aventurando no humor agora com um livro também publicado no wattpad (Garotas Mimadas) e espero que dê certo, assim como também quero muito me aventurar em novos gêneros.

9. Qual o pior inimigo de um autor no Wattpad nos dias atuais?

Eu acho que não ser fiel a aquilo que você se propôs a fazer.
Eu amo interagir com os leitores. Respondo comentários, me divirto rindo com eles das cenas. Mas tem autores por exemplo que acabam por mudar todas as suas ideias para agradar o leitor. Agradar o leitor é importante? Sim! Mas ser fiel a aquilo que queremos também. Já vi gente que apagou toda a obra pois percebeu que o livro acabou se tornando o que as pessoas esperavam, não o que ele queria.

Capa Oficial da história "Diário de uma Viajante"
10. O que você faz quando uma ideia maravilhosa surge enquanto você está fora de casa e precisa registrar aquela ideia?

Corro pro meu bloco de notas. Ele já me salvou diversas vezes! rs
Normente ainda fico na minha mente imaginando cada cena. As roupas, a forma de falar, na minha cabeça é quase uma produção cinematográfica que vai para o papel correndo assim que chego em casa.

11. Você acha que escrever enquanto se ouve uma trilha sonora de fundo, dá inspiração ou atrapalha?

Sempre fui do tipo que faz tudo com música. Eu acho que ajuda. 
Um som dramático quando está escrevendo um drama, uma música mais light nos capitulos com mais humor... acho bom!

12.  De tudo o que você já escreveu, tem algo em especial que se orgulhe? Algum trecho, personagem ou terra?

Tem um trecho no livro "Diário de uma Viajante".  Ele é muito simples aliás, e já escrevi cenas mais emocionantes. Mas sou completamente apaixonada por essa cena em especial.

"Nossa foto estampava a primeira folha. Eu estava dando um beijo em sua bochecha e ele sorria, aquele sorriso que fazia meu coração parar, estávamos sujos de terra e havia uma pequena muda recém plantada em nossa frente. Passei os dedos por seu rosto. Se fechasse os olhos podia sentir a textura de sua pele, ouvir o som de seu sorriso. Lembrava perfeitamente daquele dia, ele havia acabado de me pedir em namoro. Éramos jovens, e a maioria das pessoas não acreditava que daríamos certo, mas nós dois tínhamos certeza do que sentíamos um pelo outro. "Hay tres cosas que un hombre debería hacer en su vida: plantar un árbol, tener un hijo y escribir un libro" José Martí Podia ouvir sua voz sussurrando a frase do cubano para mim.
"Bom, plantamos uma árvore, podemos ter um filho no futuro se você aceitar escrever junto comigo nossa história no livro de nossas vidas""

13. Como foi a recepção do seu público com relação à sua escrita? 

Muito melhor do que eu imaginava. 
Tenho sido muito elogiada e isso me deixa muito feliz. Conquistei leitores fieis e que interagem bastante comigo, gosto desse contato com os leitores. Respondo todos os cometários e me divirto muito com eles.

14. Você acompanha contos e histórias escritos por outros usuários da plataforma? Se sim, quais você indicaria para que nossos leitores viessem a conhecer?

Sim! Sou uma leitora nata e fã de carteirinha de algumas autoras:

Kenya Garcez - O devasso mora ao lado e O descarado dorme ao lado.
MValcan - O casamento secreto da princesa.
Bruna - Inimigos dos noivos
LoudChaos - Com amor, Charlie  (Livro 1). Com amor, Kellan (Livro 2 - chorei litros). Veloz atração.
Letícia Bastos Mendes - Namorado alugado

Leria feliz uma bula escrita por elas.

15. Se você pudesse deixar uma mensagem motivacional para nossos leitores e para todos aqueles que estão conhecendo sua escrita agora. O que você diria?

Espero que tenham gostado de me conhecer um pouquinho mais.
Diário de uma Viajante e Garotas Mimadas estão sendo escritas com muito carinho para vocês. Desejo que continuem acompanhando meus livros. Garanto muitas gargalhadas, lágrimas e emoções. Tudo de bom pra vocês e sigam lendo. Os meus livros, os livros de outros autores... Ler é abrir novos mundos em nossa imaginação.

Queria agradecer a equipe do blog Catraca Literária pela oportunidade de estar aqui agora divulgando meu trabalho.

16. Obrigado imensamente por me permitir conhecer um pouco mais do seu trabalho. Espero realmente que você consiga realizar todas as suas metas com a escrita e que consiga fluir bem no mercado editorial brasileiro. Sucessos! 
Tecnologia do Blogger.