• NOVIDADES

    terça-feira, junho 06, 2017

    [ENTREVISTA] Paulla Melo, autora de "O garoto da Corvinal"

    Paulla Melo | Acervo Pessoal | Divulgação

    Paula Vieira de Mello é uma professora de Inglês e aluna de psicologia e letras, carioca de 27 anos que ama ler, conversar com os amigos e é claro, escrever. É apaixonada por livros de aventura e romance, incluindo é claro sua amada saga "Harry Potter", de onde tirou a inspiração para suas fanfics baseadas na saga (e respeitando muito o trabalho original que foi feito pela maravilhosa J K Rowling). Seu sonho é ser uma escritora profissional e ter uma família sua.

    1. Quando você percebeu que seu destino era se tornar um escritor?

    Quando eu era criança, eu fazia desenhos contando histórias e já amava ler, por muito tempo naquela época eu achava que meu eu gostava era de desenhar, mas depois eu percebi que o que eu amava fazer era contar histórias, inventar elas, criar, passar elas para algumas forma de arte e com 12 anos mais ou menos eu passei a usar esse amor nas palavras, comecei a escrever e ver que minha imaginação colocada em um papel era a minha forma de arte.

    2. De onde vem os personagens? São frutos de muita imaginação ou são baseados em pessoas reais?

    Frutos da minha imaginação, mas é claro que eles podem ser inspirados em pessoas reais ou outros personagens.

    3. Quais seus autores favoritos? Estes livros de alguma forma, influenciaram diretamente na sua escrita?

    J.K Rowling, J.R.R Tokien, G.R.R.Martin, Marion Zimmer Bradley.

    Todos me inspiraram, especialmente nos meus livros fanfic é claro, a J.K Rowling essa mulher maravilhosa e fantástica, mas nas minhas obras que estão sendo escritas que não fão fanfic (são do gênero fantasia, aventura e romance) todos eles me inspiraram e a escritora Cassandra Clare da saga "instrumentos mortais" também.

    4. Já aconteceu de você conhecer alguém que leu seu conto, ou que estava lendo?

    Não pessoalmente, tirando os que eu já conhecia antes, mas eu virei amiga online de alguns leitores queridos sim.

    5. Você encontrou alguma dificuldader em escrever seu livro no wattpad? Muitas pessoas escrevem receosas de serem rejeitadas por alguma editora futuramente. Você já passou por isso?

    Como eu fiz fanfics, não, já que eu não acho que possa publicar elas em uma editora sem a autorização da J.K Rowling pelo menos e eu acho uma excelente forma de divulgação e de ter contato com o seu público.

    6.  Você costuma recorrer á opiniões de terceiros durante o processo de escrita? Se sim, por que?

    Sim, tenho pessoas especiais (como meu namorado) que me ajudam dando opiniões sobre os meus livros e minhas ideias, eu gosto dessa troca.

    7.Você já possui algum conto finalizado? Quanto tempo demorou-o para finaliza-lo?

    Eu tenho seis livros da fanfic finalizados e eu comecei a ter a ideia deles com 12 anos, mas comecei a escrever mesmo ano pasado e finalizei os seis em mais ou menos cinco meses, eu escrevia freneticamente, era (e ainda é) muito bom, as ideias fluiram com ele, muitas já estavam na minha cabeça mesmo já tinha muito tempo.

    8. Considerando o primeiro conto/história que você escreveu: Você tem planos de escrever outro na mesma linha de raciocínio (mesmo gênero)?

    Sim, já tenho três projetos que são ligados a essas fanfics que escrevi em desenvolvimento e dois livros de outros gêneros (uma trilogia inclusive) também em fase de desenvolvimento e/ou organização de ideias.

    9. Qual o pior inimigo de um autor no Wattpad nos dias atuais?

    A preguiça de ler livros em plataformas digitais

    10. O que você faz quando uma ideia maravilhosa surge enquanto você está fora de casa e precisa registrar aquela ideia?

    Eu geralmente guardo na mente mesmo, ou anoto no celular, pc, no que puder.

    11. Você acha que escrever enquanto se ouve uma trilha sonora de fundo, dá inspiração ou atrapalha?

    Me inspira muito, eu tive várias músicas que me inspiraram e ajudaram a escrever e/ou a ter ideias para livros, mas às vezes eu também prefiro escrever em silêncio, mas a música ajuda sim muito para mim.

    12.  De tudo o que você já escreveu, tem algo em especial que se orgulhe? Algum trecho, personagem ou terra?

    Toda a saga da Hydra Malfoy me orgulha muito, toda mesmo, eu fiz uma obra que eu amo, são meus bebês, eu acho que eu fiz um bom trabalho, pelo menos espero que sim, né!? rs

    13. Como foi a recepção do seu público com relação à sua escrita? 

    Muito boa, eu NUNCA poderia esperar algo melhor, foram muito carinhosos, foi tudo muito bem aceito, eu recebo mensagens que me emocionam muito e me inspiram para continuar.

    14. Você acompanha contos e histórias escritos por outros usuários da plataforma? Se sim, quais você indicaria para que nossos leitores viessem a conhecer?

    A @garota_anonima2 escreve umas fanfics muito maravilhosas, o @LuccaMoshe escreve contos de arrepiar de tão bons e eu gostie muito do trabalho da @itseveeleen. Ah, não posso deixar de comentar também de uma leitora fofa, a @Nailaarmy que fez (está fazendo na verdade) uma fanfic baseada em um dos personagens principais que eu criei paraa minha.

    15. Se você pudesse deixar uma mensagem motivacional para nossos leitores e para todos aqueles que estão conhecendo sua escrita agora. O que você diria?

    Uma vez a J.K Rowling retuitou algo de uma mulher muito bacana que me tocou muito, era algo mais ou menos assim "Mesmo que você ache que ninguém vá um dia ler/ouvir/ver (etc) o que você está fazendo, continue fazendo mesmo assim" e é isso aí gente, faça não pelo sucesso ou visualizações, mas sim pelo seu coração, pela sua mente, pela sua paz e prazer de fazer algo seu, que você goste de verdade.

    16. Obrigado imensamente por me permitir conhecer um pouco mais do seu trabalho. Espero realmente que você consiga realizar todas as suas metas com a escrita e que consiga fluir bem no mercado editorial brasileiro. Sucessos! 

    Muito obrigada, sucesso para você (s) também!

    SOBRE A OBRA

    Hydra Malfoy é um projeto que começou entre 2001 e 2002, quando tinha doze anos e vi pela primeira vez o filme "Harry Potter e a câmara secreta", pouco depois, fui ver o primeiro filme e ler os livros que já tinham sido lançados (acho que até o prisioneiro de Azkaban, se não me engano), eu me apaixonei pela história de um jeito, que eu quis me incluir nela, então criei um personagem, na época, sem pensar muito em etimologia que fizesse sentido nem nada, criei a "Julia Malfoy", a história era um pouco diferente, mas a base era a mesma, era uma irmã mais velha de Draco, que chegou em Hogwarts no ano do livro dois, na época, não sabia da existência da Beauxbatons, então inventei alguma outra coisa. Outra coisa que não mudou, foi que Hydra seria diferente, não iria ser preconceituosa e desafiaria a sua família. Eu começo essa saga de seis livros, com Hydra Malfoy com seus 14 anos, uma menina jovem, bonita, desafiadora, vinda de uma vida de abusos (não sexuais, ok?) de seu pai e de descontentamente com sua família, encontrando um novo lar, amigos e amor, então sim, o primeiro livro é muito focado na vida do que seria uma adolescente em Hogwarts, ela vê a história de fora, conta seu ponto de vista. Ao longo dos seis livros vamos ver a Hydra crescendo, não só física como mental mentalmente, amadurecendo, passando por problemas sérios, encarando o pai, uma guerra bruxa e as decisões no amor também.