Ads Top

[ENTREVISTA] Thiago Aguayo, autor de "Poesia em pingos"

Thiago Aguayo | Acervo Pessoal | Divulgação

Thiago Luis Aguayo de Castro (ou apenas Thiago Aguayo) nasceu e viveu minha infância em Dourados no Matogrosso do sul, com nove anos se mudou para Jaraguá do sul em Santa Catarina. Com 17 anos, ele escreve desde os 13 e estudante técnico de química no senai e pretendendo levar a carreira de escritor em paralelo com a de químico.

1. Quando você percebeu que seu destino era se tornar um escritor?

Resposta: Quando eu passava metade das aulas escrevendo poemas ou imaginando histórias na minha cabeça haha

2. De onde vem os personagens? São frutos de muita imaginação ou são baseados em pessoas reais?

Resposta: Vem tudo da minha mente, principalmente dos poemas (gosto de fazer poemas que contam histórias), eu apenas imagino um nome e uma situação e vou criando ele a partir da história.

3. Quais seus autores favoritos? Estes livros de alguma forma, influenciaram diretamente na sua escrita?

Resposta: Eu comecei a ler por prazer um pouco tarde e por isto meu estilo foi criado na base de tentativa e erro, mas tenho que citar autores que me encantam muito como drummond de andrade, Tolkien (principalmente em Os filhos de húrin), J. K. Rowling (Harry Potter) e C.S. Lewis (As cronicas de Nárnia.)

4. Já aconteceu de você conhecer alguém que leu seu conto, ou que estava lendo?

Resposta: No wattpad a gente tem um feedback bacana e muitas vezes a pessoa que lê sua história é a mesma que escreve algo que você está acompanhando, mas pessoalmente tive contato apenas com amigos que eu confio e mostro meus escritos. 

5. Você encontrou alguma dificuldader em escrever seu livro no wattpad? Muitas pessoas escrevem receosas de serem rejeitadas por alguma editora futuramente. Você já passou por isso?

Resposta: Eu ainda estou começando e ainda não corri atrás das editoras, mas eu acredito que o mercado está mudando e o meio digital está crescendo cada vez mais, apesar de haver a possibilidade de as editoras terem certo preconceito por eu ter começado no wattpad, acrito que vai ficar cada vez mais comum escritores começarem em plataformas virtuais a ponto que as editoras que vão ter que se adaptar. 

Capa Oificial de "Poesia em Pingos"
6.  Você costuma recorrer á opiniões de terceiros durante o processo de escrita? Se sim, por que?

Resposta: Geralmente eu produzo o material para depois passar por outras pessoas para que elas me apontem se algo soa forçado ou se tem furos no roteiro. Quando se escreve, você está espondo um mundo novo para diversas pessoas que não se conhece, é importante estar preperado para opniões diversas, opniões que muitas vezes me ajuda a entender melhor o que eu escrevo. 

7.Você já possui algum conto finalizado? Quanto tempo demorou-o para finaliza-lo?

Resposta:Tenho um conto curto finalizado (O vale do dragão morto), ele durou cerca de duas semanas, na verdade ele foi um trabalho de portugês haha, porém eu revisei e fui aprimorando ele com o passar do tempo até chegar na versão atual. Dá para se dizer que ele tem duas semanas de criação e um ano de amadurecimento.

8. Considerando o primeiro conto/história que você escreveu: Você tem planos de escrever outro na mesma linha de raciocínio (mesmo gênero)?

Resposta: Eu busco sempre a diversidade, tanto que é quase uma marca minha nos poemas falar sobre assuntos diversos, então já tenho alguns projetos para depois do fim do meu livro de poesia e será um livro de suspense e outro voltado há sátira. Mas conhecendo-me como conheço, é provavel que eu não resista e comece outro livro de poesia já que é meu estilo de escrita favorito.

9. Qual o pior inimigo de um autor no Wattpad nos dias atuais?

Resposta:Essa é dificil, sou novo no wattpad e talvez não seja a melhor pessoa para responder, mas acho que é a liberdade excessiva, por um lado é bom, mas por outra lado você pode acabar relaxando com a questão ortográfica.

10. O que você faz quando uma ideia maravilhosa surge enquanto você está fora de casa e precisa registrar aquela ideia?

Resposta:Fico pensando nela até chegar em casa, tentando dar profundidade e detalhes nela.

11. Você acha que escrever enquanto se ouve uma trilha sonora de fundo, dá inspiração ou atrapalha?

Resposta: Depende do dia o do que estou escrevendo. Dias em que estou mais animado uma musica ajuda a manter a animação alto, mas em escritas densas acho melhor o silêncio.

12.  De tudo o que você já escreveu, tem algo em especial que se orgulhe? Algum trecho, personagem ou terra?

Resposta: Gosto bastante do final do meu conto que já citei em outra resposta, no começo ele era o tipo de final de novela com todo mundo feliz, mas achei artificial e mudei para algo trágico, mas ainda não estava 100% e foi ai que uma amiga minha me deu uma dica que deixou o final redondo com um toque de esperança nas ultimas linhas. Para mais detalhes, leia o conto.

Capa Oficial de "O vale do dragão Morto"
13. Como foi a recepção do seu público com relação à sua escrita? 

Resposta: O conto não teve um grande público, mas os comentário que tive foram positivos. Já o livro de poesia ta tendo um bom fluxo de leituras e comentários e já estive entre os 100 mais do rankig do wattpad (não lembro ao certo a posição).

14. Você acompanha contos e histórias escritos por outros usuários da plataforma? Se sim, quais você indicaria para que nossos leitores viessem a conhecer?

Resposta:Sim, é essencial fazer isto nesta comunidade e vale muito a pena, amadureci muito lendo livros de lá! Minhas indicações são: Sou outono, Objetos nem tão inanimados assim, Poemas detrás da porta, tarde de naufragio, Ginseng Selvagem, gosto de hortelã e morte anunciada.

15. Se você pudesse deixar uma mensagem motivacional para nossos leitores e para todos aqueles que estão conhecendo sua escrita agora. O que você diria?

Resposta: Tem algo que sempre digo, só termina se começar hehe. Brincadeiras à parte, o importante é aproveitar os detalhes pequenos que fazem a diferença, o lance não é ser sempre feliz, pois isto é ilusão do cinema, o negócio é estar bem consigo mesmo e saber que a vida não é sempre boa, mas nunca é sempre ruim. Se o momento é bom, aproveite, se está ruim, aguente firme que o lado bom virá.

16. Obrigado imensamente por me permitir conhecer um pouco mais do seu trabalho. Espero realmente que você consiga realizar todas as suas metas com a escrita e que consiga fluir bem no mercado editorial brasileiro. Sucessos! 
Tecnologia do Blogger.