• NOVIDADES

    segunda-feira, junho 12, 2017

    [RESENHA #149] A maldição de Malévola, Cristina Tognelli

    Acervo Pessoal | Divulgação

    A maldição de Malévola. TOGNELLI, Cristina. São Paulo: Universo dos livros, 2016. 192p. ISB 978-85-7930-998-4 / R$ 31,43

    RESUMO: 'Aurora sempre teve uma vida simples. Ela ama explorar a linda floresta e os Moors encantados que cercam o pacato chalé em que mora. Sente-se confortada em saber que a fada madrinha sempre está por perto, vigiando-a com atenção. Até gosta das estabanadas, porém bem-intencionadas, tias. Contudo, quando Aurora descobre um segredo obscuro a respeito de seu passado, seu mundo inteiro vira de ponta-cabeça. Conseguirá Aurora salvar-se da maldição iminente? Ou um destino predeterminado selará o seu futuro?'

    Palavras-Chaves: Universo dos livros, Elizabeth Rudnick, Disney

    Acervo Pessoal | Divulgação

    Ao contrário do malvado maléfico de antigamente, um antagonista sem vestígios de coração, "A Maldição de Malévola" constrói uma bela e nova tomada sobre o chamado "vilão". A fada, malévola, só queria que seres humanos e fadas se dessem bem um com os outros, uma tarefa árdua, já que os humanos sempre saqueavam suas terras. Insensível e cheio de vingança, ela cria tempestades em uma celebração para a filha do rei e sua esposa. À medida que o conto de fadas tradicionalmente vai, ela amaldiçoa o bebê com um destino horrível que acontecerá em seu aniversário de dezesseis anos. A medida que a garota, Aurora, envelhece, ela e malévola começam a colidir em um conto incomum de magia, amizade e desgosto. Este livro estava cheio de belas ilustrações que são de tirar o fôlego de qualquer leitor. Adorei essa interpretação particular da "Bela Adormecida" porque sempre fui um grande fã das princesas da Disney e as histórias que elas possuem. O livro definitivamente dá uma promessa de mudança e compaixão que ainda não foi colocado neste conto antigo e ainda intemporal que todos os públicos gostam de aproveitar.

    A história traz diversas reflexões acerca da mudança, do amor, da paciência e sobretudo da pureza de coração e do arrependimento. Mesmo com todos os motivos para odiar os humanos, malévola escolhe amar Aurora com tudo de si, mesmo tendo sida amaldiçoada por estes. Uma releitura clássica de “A bela adormecida”, onde nosso exterior é levado à um passeio de puro amor, compaixão e magia. Onde dois corações distintos encontram-se e dialogam como se fossem mãe e filha.

    COMENTÁRIOS PESSOAIS

    Acervo Pessoal | Divulgação

    Acervo Pessoal | Divulgação

    Malévola é a personificação de todo sentimento no qual precisamos estar conectados e aprender com ele. Todo amor desperto em malévola acende em nós uma chama de esperança de que talvez o mundo ainda tenha jeito. Esta é a magia de um conto de fadas, transformar uma tragédia que poderia terminar de forma horrenda, em uma linda história de amor e perdão. Simplesmente incrível.

    “O beijo de amor verdadeiro” é a melhor parte da obra. Já que aqui iremos aprender que o amor pode vir de todo e qualquer lugar, desde que seja sincero.


    UM CLÁSSICO que todos deveriam parar para ler um dia.