Ads Top

Por favor, leia o meu livro


Uma chamada em prol da valorização cultural da literatura no Brasil.

 A grande verdade é que a probabilidade da literatura tornar-se um dos hobbies favoritos dos brasileiros está longe de ser alcançada. Todos os dias milhares de autores sonham em ser publicados por uma editora qualquer, apenas para que umas pequenas porcentagens de pessoas venham a conhecer o seu trabalho e consequentemente uma editora que tenha capital o suficiente para lançar um segundo livro ou uma continuação livre de custos, o que convenhamos, é praticamente impossível de encontrar uma editora empenhada em publicar autores iniciantes, ainda mais se assim como o autor a editora for iniciante, afinal, ambos estão necessitando de um capital.

O mercado editorial brasileiro sofre com o número de vendas provocado pela atual situação econômica do país, não podendo assim diminuir taxas e valores para publicar o livro de um autor iniciante, forçando-o a ingressar na chamada publicação independente. Ao contrário do que muitos leitores pensam, uma publicação independente pode ser muito mais vantajosa do que a publicação através de uma editora. Vivemos na era da desvalorização. O país desvaloriza os recursos para cultura (afetando diretamente no mercado editorial), as editoras desvalorizam os autores iniciantes (cobrando valores altíssimos e abusivos para publicação do primeiro livro) e por fim, a desvalorização do autor em achar que nunca será bom o suficiente enquanto estiver se publicando de forma independente, criando aquela falsa ideia de que um livro só é bom o suficiente para estar na estante de alguém quando estiver acompanhado do selo de uma editora.


Vamos abrir nossa consciência e ter em mente que editora alguma vai para frente publicando livros apenas pela vontade de lucrar e acumular um bom capital. Uma boa editora se importa com todos os autores já publicados por ela, e prepara-se para receber sempre novos autores, alegrando-se não com o dinheiro que eles vão investir na publicação do livro, mas na realização de mais um sonho conquistado. E você autor, preocupe-se menos com um selo no seu livro e foque mais no que você já conquistou, pense positivo e observe todos os contatos, fãs, amigos e oportunidades que a vida te deu, e sobretudo, valorize seu dom com a escrita, não se vendendo por pouco e tampouco se importando com a falsa necessidade de ser reconhecido por uma editora, quando  o real reconhecimento vem de dentro.  

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.