Ads Top

[RESENHA #199] Um mês com a rainha do céu, de Ir. Ivonete Kurten e Francisco Eduardo

Sinopse: Este livro aprofunda e atualiza o conteúdo da oração Salve-Rainha, nos seus aspectos bíblico, teológico e pastoral, e mostra o lugar de Maria no projeto de nossa salvação Maio é festejado na Igreja Católica como mês mariano e, por isso, é uma excelente oportunidade de missão para a Igreja. Maria é a Mãe que visita todas as comunidades e famílias, e é muito importante para a nossa espiritualidade saber que, em meio a tantos sofrimentos e crises de todo o tipo, podemos contar com o olhar materno e a proximidade de uma Mãe que nos enche de esperança e renovai nossa fé naquele que é o Senhor de todas as coisas e conduz a nossa vida.
Páginas: 101

Resenha

“Debo ser MARÍA, y alumbrar a Dios de mí, si Él me ha de conceder la beatitud eternamente.”
Angelus Silesius, Peregrino querubínico

O livro inicia com palavras do Papa Franscisco sobre a importância de louvar Maria e lembrá-la como Mãe de Misericórdia, mensagem expressa na oração da Salve-Rainha.
Apresenta meditações para cada um dos trinta e um dias do mês de maio, mês mariano por excelência, e tem uma estrutura que propicia a reflexão não apenas pessoal, mas em grupo. Com leituras do Evangelho, o vínculo entre oração e palavra da Bíblia, aumenta ainda mais a importância da figura de Maria, além de apresentar facetas que, muitas vezes passam despercebidas, da presença de Maria na vida de Jesus e dos apóstolos.

No capítulo inicial de apresentação, os autores contam como a oração foi construída a partir de louvores a Maria e também de palavras do místico São Bernardo de Claraval dentro da catedral de Speyer em 1146, “ dizem que foi nesse dia e lugar que, ao concluir o canto da “Salve-Rainha”, cujas últimas palavras eram “mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre”, no silêncio quese seguiu, São Bernardo gritou sozinho no meio da catedral: ‘Ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria’ … A partir dessa data, estas palavras foram incorporadas à oração original.”

A estrutura dos capítulos divide-se em: uma frase, tomada como pensamento que regerá o dia; um trecho do evangelho, um texto de reflexão baseado no trecho da oração e a oração em si, em conjunto com Pai-Nosso e Ave-Maria, conectando assim todos os pontos do mais sagrado para a Igreja Católica: a presença do Pai, Filho e Espírito Santo, a Santíssima Trindade.

O livro termina com uma consagração à Maria e uma coroação que será o ponto máximo de adoração à figura de Maria, fechando assim o mês.

A importância deste livro está em compor a figura de Maria em consonância com as mulheres, tanto da época quanto de nossa época, além de sua aura de consoladora e mãe, tomando-a como figura central de adoração, ainda que muitas vezes seja esquecida ou ofuscada pelo Filho. Neste livro, temos a oportunidade de compreender Maria em toda sua importância e presença em nosso cotidiano e hora sagrada, dando a ela o devido lugar de magnificência e misericórdia que lhe compete em nossas vidas.

Além disso, demonstra como Maria pode ser um caminho suave de compaixão e misericórdia para alcançar e seguir os passos de seu filho. E que sua paciência, clemência, justiça e força possa abençoar não só o mês de maio, mas seguir como devoção por toda a vida.

Maria é a presença do feminino na divindade e tendo sido assunta aos Céus, Deus tornou-a Rainha dos Anjos. Em sua figura, muitas devoções se convergem, para além da figura da Santíssima Trindade, mas indo além, tomando o caminho místico do amor.

Salve, Rainha!

Mariana Belize
Projeto Literário Olho de Belize em parceria com Próximo Parágrafo e Editora Paulinas



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.