Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

A importância do conhecimento do gênero na sociedade

Não, nós não estamos falando de gênero textual, mas a importância com relação a este gênero é tão importante quanto.

segunda-feira, abril 16, 2018

/ by Vitor Lima

Sempre que se fala em gênero sexual eu penso em como sou e como me defino sexualmente em sociedade. Se situar nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente quando você não se encontra onde esperava se encontrar. Demoramos tempos para aceitar como somos: nossos desejos nos consomem e nem sempre eles provém daquilo o que fomos ensinados a desejar; nossas vontades nos movem, porém, nem sempre para onde gostaríamos de ir; nossos pensamentos vagueiam em busca de respostas que nem sempre estão acessíveis quando não estamos abertos com quem realmente somos - ou com o que estamos prestes a descobrir que somos -. Discutir gênero na sociedade é algo crucial para se entender como ser social, e claro, para compreender a realidade do outro, que julgamos muitas das vezes "diferente", levando em consideração o gênero a um padrão sexista imposto pela sociedade. Deve,ps aceitar que somos uma sociedade plural, composta de afeições, tarefas e essências que vão muito além das questões da sexualidade, mas as pessoas não enxergam o que você é realmente por dentro, afinal, tudo se resume em um sentimento arraigado de sexualidade social: a forma como você vive não se adequa a quem realmente você é, ou como deveria ser - dizem eles. A não aceitação de algo está ligada diretamente a dois fatores: A ausência de conhecimento sobre o assunto em questão e a falta da vivência e das experiências em sociedade com o que se quer julgar ou opinar. Como diria Irma Jardim:


Pessoas julgam conforme 
a visão que tem e nem 
sempre este julgo é o
verdadeiro. 
Antes de criticar alguém, 
tenha o olhar limpo e alma 
pura.

Eu queria ter o poder de mudar a mente das pessoas e fazê-las acreditar que o mundo é algo que precisa ser desconstruído, as realidades necessitam ser aprimoradas ao tempo em que se vive. E nossa consciência? Deve evoluir na mesma proporção em que o tempo no qual estamos inseridos. Compreender o gênero do outro além do padrão sexista - como ele se define perante a sociedade - é o primeiro passo para evitarmos equívocos com relação à um julgo precipitado ao caráter do outro. Não confunda, não misture e não problematize a raiz de um problema que necessita de atenção de destabulização

Hoje esta publicação não é um desabafo, muito menos um diário daquilo o que vivo e gostaria que sentissem ou compreendessem - em partes é -, é apenas um convite para que você conheça toda pluralidade presente na sociedade e em cada pessoa. Temos histórias, sonhos, sentimentos e metas que precisam ser alcançadas, e atualmente a minha meta se resume em uma frase: Não queira que as pessoas tornem-se singulares quando o mundo é plural. Aceitar que existe a diversidade é o primeiro passo para compreender que o mundo não é meu, ele é nosso.

A Universidade Estadual de Goiás Campus Jussara/GO está promovendo o primeiro simpósio de Gênero e Sexualidade em sua cede. E eu vos convido a participar conosco. O evento ocorrerá nos dias 08,09 e 10 de maio. Mais detalhes sobre o evento você confere no site oficial da UEG Jussara, Goiás. 

Para mais detalhes sobre o evento, favor, acesse o site oficial do Campus da UEG da cidade de Jussara.




Largue o singular e venha ser plural conosco. Conto imensamente com a presença de meus leitores, amigos e parceiros.

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google