Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[ENTREVISTA #104] Miya Hortêncio, autora de “Meridial”

sexta-feira, julho 20, 2018

/ by Vitor Lima
Foto: Divulgação 



1.                 Olá, primeiramente gostaríamos de saber um pouco sobre você e sua vida. Quem é você? Apresente-se.

Estudei um ano de publicidade, mas troquei para pedagogia, faculdade da qual tenho gostado muito mais. Durante algum tempo fiz cursos de violão, muay thai, maquiagem e dança do ventre, mas o que me realiza de verdade é a escrita e o Canto Lírico. Eu costumava ser muito tímida, bastante reservada, mas hoje sou muito receptiva com as pessoas. Gosto muito de animais, de filmes de terror e super-heróis. Adoro cozinhar e amo ficar em contato com a natureza. Amo rock, principalmente heavy-metal sinfônico. Minha banda favorita é o Nightwish. Atualmente estou trabalhando como revisora, mas antes era auxiliar de sala bilíngue.

2.               A escrita sempre chega de uma forma inusitada e única na vida dos escritores. Como isto ocorreu com você? Em que momento de sua vida você percebeu que possuía dom e aptidão para escrita?

Tudo começou quando eu tinha oito anos. Minha professora me pediu para criar uma história fantástica, e depois disso eu não parei mais. Comecei a escrever pequenos contos sobre fadas, bruxas, princesas e vampiros. Dali nasceram meus primeiros livros. Eu sofria muito com bullying e problemas familiares desde muito pequena, então escrever foi uma forma de escapar de todos os sentimentos ruins, então acabou por se tornar uma paixão.

3.               Quando surgiram seus primeiros manuscritos? Sempre teve em mente a ideia de tornar a escrita um campo profissional?
Meu primeiro manuscrito de livro foi Meridial, livro que eu lancei dia 14/07. Comecei aos dez anos e terminei aos dezenove. Eu criei todo um mundo mágico com uma protagonista forte que não precisa ser salva. Era tudo o que eu mais almejava não depender de ninguém. Então eu passei a mandar meu livro para diversas editoras, pois queria que todas as meninas que já se sentiram como eu tivessem uma inspiração.

“O rei cigano”, Ed. Clube dos Autores
4.                Levando em consideração todo cenário literário e sua escrita: quais são seus planos para o futuro?

Levar Meridial a algumas escolas conhecidas e organizar pequenas palestras para incentivar jovens como eu.

5.                Algum livro ou autor te motivou iniciar seus próprios manuscritos?

J.R.R. Tolkien. A trilogia O Senhor dos Anéis foi minha maior inspiração.

6.               Quando você decidiu que iria profissionalizar sua escrita? Quais foram seus medos ao lançar seu primeiro livro? O que te motivou (e motiva) a continuar escrevendo?

Quando comecei a escrever fanfictions. Muita gente gostava, então decidi fazer alguns cursos e publicar. Meu maior medo sempre foi a publicação não dar certo e meus livros não venderem bem. Na primeira publicação realmente se concretizou. Eu fechei contrato e no dia do lançamento não havia nada pronto e a editora-chefe estava tentando arranjar um local de última hora para o lançamento. Vendo que não conseguiria, ela tentou levar todos os livros, brindes e banners embora sem me dar satisfação. Com a Editora Coerência a história foi bem diferente. O lançamento foi um sucesso! Estava tudo pronto, a equipe estava sempre à disposição e a editora-chefe sempre foi transparente e carinhosa comigo e com minha obra.

7.                Onde podemos encontrar seus livros para compra?
O Rei Cigano pode ser encontrado no Clube de Autores e Meridial pode ser adquirido diretamente comigo ou no site da Editora Coerência!


http://editoracoerencia.com.br

8.               Que conselhos você daria para alguém que está desencorajado a escrever o primeiro livro?

NUNCA DESISTA. Não importa o que você ouça, não importa quantos tombos, calotes, respostas negativas, você leve, não importa o que aconteça, nunca desista. Se eu, sem apoio, sem dinheiro, sem agente, sem nenhuma base, consegui você também consegue. Existem muitas editoras que não valem a pena, mas existem, sim, pessoas sérias que vão pegar seu sonho nas mãos e transformá-lo em realidade.

9.                 De onde vêm os personagens? De alguma forma se relacionam com alguém que conhecem?

Eu acho que todos os personagens carregam um pouco de mim e de alguém ao meu redor. É impossível escrever sem colocar um pouco do mundo lá fora na obra.

10.           Qual é a sensação de ir a uma loja e encontrar um livro vosso à venda?

É um misto muito bacana. Eu me sinto orgulhosa, com essa sensação de dever cumprido que só um trabalho de anos pode nos proporcionar, e sinto muita gratidão.

“Meridial”, Ed. Coerência
11.             Já conheceu/encontrou alguém que leu uma de suas obras? Como foi a experiência?

Sim! Minha revisora, Morgana, havia lido O Rei Cigano na primeira vez que publiquei e gostava muito! Acabamos firmando parceira de divulgação, e foi muito gostoso tê-la como revisora do meu novo livro, porque ela conhecia minha escrita e se entusiasmava tanto quanto eu com a nova história!

12.           Você elabora um roteiro para seguir e desenvolver a criação de seus cenários e personagens ou você simplesmente escreve e deixa fluir?

Eu simplesmente escrevo e deixo fluir, embora eu tenha os mapas que desenhei de cada país para me certificar que a história esteja verossímil.

13.           Você considera primordial dedicar-se sem cessar na escrita de um livro? Você possui uma rotina de escrita?

Sim! Não somente à escrita, mas à revisão. Ler e reler o que foi escrito é sempre importante. Eu não tenho uma rotina exata de escrita, mas sou comprometida com minhas obras e escrevo todos os dias.

14.           Gosta de trabalhar em silêncio absoluto ou prefere ouvir música enquanto trabalha?

Sinceramente, para mim é indiferente. Quando estou ali sentada escrevendo é muito fácil eu ficar imersa na história, então o que se passa ao redor acaba sendo irrelevante.

15.            Como você se vê daqui a dez anos dentro do cenário literário?

Publicando meu próximo livro, eu espero!

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google