Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[RESENHA #280] Metrópole - Contos que a Vida Conta, de R.M. Sant’ Ana

Metrópole é um emaranhado de questões dentro da ficção. Pode-se dizer que este livro é uma ficção sobre a realidade ao qual estamos imersos

segunda-feira, janeiro 28, 2019

/ by Vitor Lima

SANT'ANA, R.M. Metrópole, contos que a vida conta. São Paulo: Autografia, 162p, 2017. ISBN 978-85-518-0488-9


SINOPSE: METRÓPOLE é um livro de contos que segue a linha editorial da 'Literatura Marginal', com textos ácidos, sarcásticos, melancólicos, mas de fácil leitura pois tem uma narrativa que propositalmente, beira o popularesco. As estórias trazem personagens que são facilmente encontradas em qualquer um dos milhões de guetos periféricos espalhados pelo mundo a fora, cujo os conflitos fictícios e dura e cruel realidade, infelizmente, não são mera coincidência.


Pode-se perguntar um milhão de coisas acerca da escrita deste livro, mas nenhuma das perguntas será de fato satisfatória. Isso porquê o livro adquire e segue uma linha tênue de raciocínio muito abrangente, ou seja, as indagações acerca das histórias aqui enunciadas não seriam suficientes para compreensão de algo tão realista, tão...palpável. A realidade dentro desta obra de Sant'Ana é muito mais próxima daquilo o que vemos na tevê, isso porque nos sentimos aprisionados dentro de uma escrita marginalizada que traz em si um contexto muito comum no dia a dia, não somente nas rádios, na tevê ou nos jornais, mas em nossas casas e cidades. 

Metrópole é o tipo de livro que traz a magia da realidade em suas páginas. Podemos observar as nuances cruéis, sarcásticas, irônicas e incessantes do autor com relação à sua escrita crítica-reflexiva acerca do universo ao qual estamos inseridos. Honestamente, dentre os dezenove textos reunidos nesta obra, nenhum deles é tão palpável quanto a criticidade do autor dentro de cada um deles, a opinião expressa na marginalização do contexto ao qual cada conto se refere. Para não revelar o enredo, vamos apenas dizer que esta leitura é influi diretamente naquilo o que sentimos com relação a sociedade e a vida no campo social. Imagina-se que, por meio desta leitura, pude - e sempre poderei - navegar por meio de reflexões acerca da sociedade e sua engrenagem enganosa de funcionamento, no qual somos engolidos e arrebatados diariamente - ainda que de forma inconsciente. 

O autor preocupou-se realmente em demonstrar como a literatura pode atuar fortemente no fortalecimento e aumento de uma criticidade por parte do leitor, inferindo sobre suas realidades e o fazendo ver as mazelas presentes na sociedade. Não me lembro de ter lido um livro tão vasto em reflexão social como neste, me senti, literalmente, em uma aula de sociologia, onde o professor sempre aponta os problemas sociais e impõe indagações aos seus alunos, onde estes, por sua vez, devem propor teorias, metodologias e formas de melhora do campo social, ou seja, a atuação do ser social na melhoria de uma sociedade com menos desigualdade, fome e miséria. 

Não sei se a real intenção do autor era provocar uma onda reflexiva em seus leitores sobre a marginalização social ao qual estamos submetidos, mas honestamente, não poderia ser melhor. A leitura desta obra é sem sombra de dúvidas esclarecedora em diversos pontos, principalmente por provocar no leitor o ato da reflexão acerca da vida e dos sentimentos com a sociedade.

Compre


SOBRE O AUTOR

Oriundo de um dos mais conhecidos guetos periféricos de São Paulo, a VILA BRASILÂNDIA, gerente comercial de profissão, artista plástico e escritor por paixão... Durante duas décadas trabalhou em empresas dos mais variados portes e segmentos, ingressou nos cursos superiores de Arte Educação, Letras e Mídias Digitais, antes de, finalmente se formar em Marketing. Flertou com o Teatro dos dez aos vinte e poucos anos, período onde tomou gosto por contar estórias e começou a escrever.

Avaliação: 

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google