Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[RESENHA #285] Densas Levezas Breves, de Elis Franco

Densas levezas breves nasce da reflexão do contemporâneo com o cult. Elis Franco escreve e descreve os sentimentos de inquietação no campo social atual

sexta-feira, fevereiro 08, 2019

/ by Vitor Lima
Foto: DIVULGAÇÃO/EDITORA PENALUX

FRANCO, Elis. Densas Levezas Breves. Guaratinguetá, SP: Editora Penalux, 2019 90p.

Densas levezas breves é um livro de poesia da autora baiana Elis Franco, publicado pela Editora Penalux no ano de 2019. O livro conta com 64 textos escritos nos anos de 2017-2018. A narrativa poética desta obra abarca os temas do cotidiano, com uma enorme carga reflexiva acerca das intempéries do ciclo social, da valoração do eu e da simbologia intrínseca da vida. Aqui, as reflexões acompanham grandes percepções críticas acerca da aparente contribuição de grandes autores responsáveis pela reflexão social, podendo citar Guimarães Rosa, Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, dentre tantos outros. Um prato cheio para todo leitor ávido ansiante por uma cura interior por meio das reflexões e dos encontros de um texto e outro e das ligações externas que se fazem presente em meio a leitura.

Este livro é um convite. Elis nos convida com toda franqueza e leveza a refletir acerca do existencialismo imposto no campo social, sua narrativa faz-nos querer penetrar a existência e acabar com o abandono de nós mesmos, sempre em cima de conceitos e referências fortíssimas, como o mito da alegoria da caverna de Platão, onde somos convidados a ser diferentes, a agir de maneira desigual e a construir nossa realidade. Os textos possuem uma visibilidade notável, não, não me refiro ao que está escrito no papel, mas ao que a escrita propicia com relação a reflexão pessoal, social e contemporânea, fazendo-nos enxergar de forma direta ações, pensamentos e reflexões com os quais não estamos habituados.

Nas palavras do autor do prefácio desta obra, Osvaldo Junior:

Ensina-nos, de forma humilde e assertiva, o quanto devemos habitar nosso próprio corpo e conhecer nossas lacunas, mistérios, erros, laços e lados íntimos, bem como as marcas deixadas pelo tempo que a todos toca sem distinção.

Este livro me lembra uma série de ocorridos em minha vida, mas como a própria autora já nos adverte na página 46 desta obra:

Lembrar é abrir o baú nas horas vagas, quando os guardiães vacilam em seus cuidados e a saudade mostra a face da ternura, ou as dores (in)contidas tomam forma de presente. (NAS HORAS VAGAS, p.46)

E provando-nos que a poesia é vivência, é narrativa assertiva acerca das descobertas que fazemos em nós e em nossas vidas:

Meu poema não consulta dicionários.
Sirvo-me das palavras do meu tempo,
as que me cercam de alegria e espanto.
Quem quiser que seja arcaico, eu não.
Dispenso sua alcova organizada,
prefiro meu quarto bagunçado. (MEU POEMA, p.47)

Desmistificando o óbvio, o vil e o previsível, surpreendendo a vida e a si com suas descobertas:

Minhas inquietações são ondas indomadas
destruindo os castelos de areia construídos
na mocidade, quando o mar era apenas água. (METAFÍSICA IV, p.61)

E o amor? Amar?

Amar não se desaprende
esquece-se de propósito
na memória, fagulhas afetivas
reacendem quando surge um
novo moço. (EU JÁ AMEI UMA VEZ NA VIDA, p.73)

Espero que você, amigo leitor, reflexivo, atento, fixado, sedento e humano possa entender tudo aquilo o que está entre as aspas de sua vida (p.19), os detalhes de sua rotina (p.21), as estranhezas que estamos fadados a ter em nosso caminhar (p.24), os desenlaces e desencontros que temos e termos (p.26), aproveitando cada gotinha de esperança (p.29), procurando sempre entender a ausência (p.39), sempre com uma percepção aguçada (p.43) nas horas vagas (p.46) antes que o tempo acabe (p.28).


SOBRE A AUTORA



Elis Franco é natural de Feira de Santana- BA, Mestra em Literatura (UEFS), autora do livro de crônicas Memórias Afetivas (Cogito-2018) e vencedora do IV Concurso Municipal de Poesia de sua cidade natal, em 2018, com o poema “Dos ínvios caminhos”. Participa de diversas coletâneas poéticas e de contos, além de ter publicados em livros e no meio digital textos de crítica literária.

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google