Responsive Ad Slot

LANÇAMENTOS

lançamentos

[RESENHA #295] Conversas com um jovem professor, de Leandro Karnal

terça-feira, fevereiro 19, 2019

/ by Vitor Lima
Foto: DIVULGAÇÃO/EDITORA CONTEXTO

O professor entra na escola e parece que nasceu para dar aula: sabe como lidar com os alunos, faz camaradagem com os colegas, dialoga com os pais. Nunca comete um deslize, passa muito bem o seu recado e todos o adoram. Será que nasceu sabendo ou foi aprendendo ao longo de alguns sucessos e outros tantos fracassos? Muitos são os livros que trazem teorias sobre a sala de aula, mas faltava um sobre a prática de ensinar. Não falta mais. Nestas “conversas” o leitor não encontrará citações de grandes obras, conhecerá experiências em classe. Tanto as que deram certo como as que fizeram o autor se arrepender depois. Professor com vasta experiência, dono de texto envolvente, Leandro Karnal discute os problemas cotidianos daqueles que lecionam: como dar aula, como corrigir provas, o que é necessário lembrar numa reunião com os pais. Em poucas palavras: como realmente lidar com as práticas escolares. Obra imprescindível para quem se aventura a ensinar.

KARNAL, Leandro. Conversas com um jovem professor. São Paulo: Editora Contexto, 2017.

Não há uma maneira fácil de falar de um livro que fala sobre nosso cotidiano, nunca temos as palavras corretas para expressar aquilo o que sentimos, talvez, seja o suficiente dizer que este livro diz tudo o que um jovem professor necessita saber. Quando se faz um curso onde a finalidade seja o ensino, existem riscos, e eles devem ser enfrentados para que o alunado não sofra com a metodologia de ensino. Não existem fórmulas de ensino, não existe uma forma onde tudo vem pronto, e com certeza, não existe uma metodologia cem por cento eficaz, todos os dias nós devemos nos aperfeiçoar para sermos melhores que no dia anterior. Neste livro, o prof. Dr. Leandro Karnal nos leva para uma viagem através de suas experiências em seus mais de trinta anos de sala de aula. Aqui, poderemos perceber de forma clara e objetiva os traços de uma eterna aprendizagem em sala de aula (e fora dela também). As contribuições que o ensino em sala propiciam para o professor é eterna, não importa se você deu aula apenas uma vez, sempre há um ensinamento a se levar, considerar e modelar. Ser professor não é somente ensinar, é aprender diariamente como se ensina, sobretudo, aprender com quem se ensina. Não existe uma matéria ou metodologia estudada nos cursos que nos deixem menos tímidos, não existe uma maneira de encarar uma sala com trinta ou quarenta alunos e sentir-se seguro de tudo o que se sabe, na verdade, na maioria das vezes, o que sabemos some de nós no momento em que nos propomos a passa-lo adiante.

Karnal sempre deteve em si o dom da palavra, da fala e da escrita. Este livro possui uma clareza que não se mede. Conversas com um jovem professor é direcionado para todos, não somente para o professor em formação que requer conhecer um pouco mais da sala de aula, mas de todos aqueles que já possuem uma rotina de ensino e aprendizagem e que estão dispostos a aprender um pouco mais. Aqui, Karnal debruça-se sobre o cotidiano, os problemas, o ambiente, a formação, a coordenação e a forma com a qual o professor deve se importar, sendo não somente o eixo entre o aluno e o conhecimento, mas também agindo como um aprendiz. Este é o manual dos sonhos daqueles que desejam se empenhar no ensino de outros, daquele que quer apostar no futuro, por que ser professor é apostar no futuro, no ensino e em nossa produtividade. Karnal argumenta que o professor é o reflexo daquilo o que ele acredita ser, desta forma, trabalha incessantemente em cima de que o professor deve ver-se de forma objetiva, sem firula, com ambições, e que sua meta de ensino, metodologia deva ser clara, afinal, o aluno sempre percebe quando o professor está cedendo espaço. Deve-se ao professor, possuir uma concepção clara daquilo o que ele faz em sala de aula. Nesta obra Karnal analisa a forma com a qual o professor deve planejar suas aulas e os erros clássicos que a maioria comete na hora de criar um cronograma de ensino. Recursos são sempre bem vindos, mas quando são bem utilizados, e aqui, iremos entender um pouco sobre quais recursos um professor deve utilizar em sala e como fazê-los funcionar, afinal, não existe um recurso cem por cento confiável, o autor nos diz que a criatividade diária é fruto da prática, do cotidiano, da aprendizagem com sua platéia (os alunos) e de muito, muito, muito suor.


Podemos dizer que este livro é um emaranhado de conselhos de quem conhece bem o cenário da sala de aula. Karnal prescreve que o profissional deve ater-se ao seu primeiro dia, aos colegas de trabalho, ao colégio ou local onde dará suas aulas, os pais e todas as pessoas com as quais um professor tem que lidar, para ele, conhecer estas pessoas é aprender diariamente como tornar-se paciente, quase que como um exercício de paciência. Não é fácil lidar com alunos que não calam, com uma direção que acredita que o desempenho dos alunos possam ser resolvidos com formulas mágicas e com pais que acreditam que o erro está no professor, não no aluno. Aqui está um exercício fraternal de capacitação para o ensino: a paciência. O professor exercita a paciência o tempo todo, sobretudo, nas chamadas ou reuniões organizadas pela direção. Karnal também atenta os profissionais para a hierarquia existente nas redes de ensino, não somente para deter conhecimento, mas para controlar o seu narciso, afinal, o professor deve comportar-se e manter-se sempre fiel ao seu trabalho, não se deixando levar por questões irrelevantes. Lendo os conselhos de alguém que trabalha há mais de trinta anos com o ensino, podemos ter a plena certeza de que nossos medos perante a classe não são poucos e nós não estamos sozinhos nesta estrada. A rede de ensino é penosa, o ensino também, e a variedade dos alunos requer do profissional uma reinvenção diária de sua metodologia de ensino.

Um livro bem humorado, bem escrito, extremamente sincero e repleto de aprendizados. ótimo para leitura de profissionais da área de letras, professores formados, alunos (para que tenham uma noção de como é o trabalho de um professor), e de todos aqueles que desejam conhecer a rotina de um professor, afina, a rotina daquele professor que admiramos e que detém um vasto conhecimento, nem sempre foi assim, ele passou por uma variedade de ensinamentos até chegar a tal patamar.

Ah, para entender um pouquinho mais desta leitura, assista a este pequeno vídeo do prof. Dr. Leandro Kanal sobre como é a realidade de um professor:



Leandro Karnal é professor, historiador, graduado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e doutor pela Universidade de São Paulo (usp). Leciona há 30 anos, tendo passado por ensino fundamental, médio, escolas públicas e privadas, cursinhos pré-vestibulares, universidades variadas e hoje leciona na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Trabalha há muitos anos com capacitações para professores da rede pública e publicação de material didático e de apoio para os professores. Pela Contexto publicou como autor, coautor ou organizador Estados Unidos, História da cidadania, As religiões que o mundo esqueceu, O historiador e suas fontes, História na sala de aula, História dos Estados Unidos, Conversas com um jovem professor, O Brasil no Contexto - 1987 - 2017 e Diálogo de Culturas. Viaja bastante e observa professores e alunos em meios como comunidades indígenas no México, escolas da França, aulas no Norte da Índia, Vietnã e China. Sua meta de vida é ser lembrado como alguém que tentou ser um bom professor.

Nenhum comentário

Talvez você se interesse...
© all rights reserved
made with by Google